VIDEOCLIPES

Em Transe | 2017

Segundo clipe do coletivo explora a relação homem, comunicação e tecnologia com clima afrofuturista

‘Revolução não será televisionada’ como disse Gil Scott-Heron? Ou, ““Se você não for cuidadoso, a imprensa fará você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” como bem apontava Malcolm X? Essas e outras questões corriqueiras desse mundo que insistimos em chamar de ‘moderno’, são o ponto de partida para mergulhar nas imagens e construções que trazem o videoclipe ‘Em Transe’, novo trabalho do grupo de Hip Hop percussivo, Senzala Hi-Tech.
 
As pesquisas sonoras, ancestrais, afrofuturistas e tecnológicas do grupo voltam a ganhar formas, cores e movimento em novo clipe, ‘Em Transe’. Olhar e aprender com o passado, pensar o presente e projetar o futuro com bases em suas raízes afrocentradas é a marca do coletivo desde o álbum anterior.
 
‘Em Transe’, segundo clipe do coletivo, reforça, através de elementos audiovisuais, as críticas e provocações da música, que leva o mesmo título, lançada em novembro do ano passado, e questiona: Qual o papel que os meios de comunicação e a tecnologia tem em nossas vidas nos dias de hoje? Como ela nos ajuda? Como ela nos prejudica?
 
No elenco, como protagonista, temos o experiente ator negro Augusto Pompêo, que já participou de grandes produções no cinema (Sinfonia da Metrópole, O Cheiro do Ralo, Feliz Ano Velho) e no teatro (Cartola, Sonhos de Uma Noite de Verão). Juliana Lima, direção e roteiro, e Ciro Neves (Instinto coletivo), direção de arte e fotografia, assinam o projeto audiovisual do clipe.
 
Ator: José Augusto Pompêo
Produção executiva : Senzala Hi-Tech
Roteiro e direção: Juliana Lima
Produção: Tainá Ramos
Direção de Fotografia: Ciro Neves
Operador de câmera: Gianluca Misiti
Assitente de câmera: Tato Vilela
Assitente de produção: Eduardo Nosse
Logger: Igor Angelo

Baile da Meia-Noite

Baile da Meia-Noite mistura realidade, realismo fantástico e tecnologia em uma antiga fazenda de escravos transformada em pista de dança

Com clima de terreiro e pista de dança, realidade e realismo fantástico, mais um caldeirão de referências da cultura afro-brasileira pela ótica de seus agitadores contemporâneos, o coletivo Senzala Hi-Tech lança o videoclipe da música Baile da Meia-Noite, carro-chefe do EP que leva o nome da banda.

O videoclipe tem a assinatura dos cineastas Gabriel Ribeiro e Ciro Neves, do Instinto Coletivo. No elenco, as irmãs bailarinas Natasha Virgílio e Ísis Virgílio, Felix Pimenta, Flip Couto e Márcio Alves. As locações incluíram áreas públicas da cidade de São Paulo, como a Avenida Paulista e o Terminal Vila Madalena. Além de um espaço que merece destaque especial: a Fazenda Roseira, em Campinas.

Sede do Jongo Dito Ribeiro, essa antiga fazenda de café, fundada em 1850, foi ocupada pela comunidade organizada como núcleo de resistência e luta, e hoje funciona como casa de cultura. Nas mãos dos descendentes dos negros escravizados, a casa grande agora segue os rumos ditados pela própria comunidade negra, que descobriu sua força e capacidade de criar suas próprias narrativas. O mesmo ocorre no videoclipe Baile da Meia-Noite: músicos, diretores, elenco e equipe técnica são negros que, a exemplo do Jongo que ocupou a fazenda, querem estabelecer a ocupação preta na cultura e na sociedade.

Misturando tambores, dança, figurino afrofuturista e tecnologia, o enredo cria uma atmosfera mística e onírica, que começa em um dia comum e conduz a um mergulho na ancestralidade. No final, um novo começo: seja o da compreensão ampliada no presente, seja o de novos projetos em gestação.

Senzala Hi-Tech tem o lutador de Taekwondo Diogo Silva, atleta olímpico e medalhista Pan-Americano; MC Sombra, do grupo de rap paulistano SNJ; Valter Minari, também do SNJ; e Junião, jornalista, ilustrador e percussionista do grupo de groove instrumental Lavoura. A música que resulta dessa mistura de repertórios e inspirações abraça o hip hop, o funk, o rap, o samba, e sons da África às Américas. Sonoridades e influências culturais somadas às artes plásticas, artes marciais e tecnologia.

Direção e Produção: Instinto Coletivo
Fotografia e Arte: Frederico Chigança e Instinto Coletivo
Edição: Frederico Chigança
Assist. de Produção: Rafael Fernandes “Já Era”
Produção Executiva: Tainá Ramos
Assist. Prod. Executiva: Andreia Feitosa
Câmera 2: Igor Angelo
Figurino: Daniele Arruda
Assist. Figurino: Gaia Vasconcelos
Beleza: Luciana Leite
Assist. Beleza: Adriana Delphino
Casting: Instinto Coletivo e Natasha Vergílio Bailarinos e Atores: Natasha Vergílio, Isis Vergílio, Félix Pimenta, Márcio Alves, Flip Couto, Mestre Zai e Junião

Pegada do Vampiro (2014)